Quantos de nós, mesmo sendo jovens, nos sentimos demasiadas vezes ansiosos, como se não conseguíssemos controlar o medo, a preocupação? Quantas vezes nos sentimos demasiado pequenos em comparação com as preocupações acerca do nosso futuro, do dia de amanhã, se iremos ou não ser capazes de enfrentar os desafios que podem surgir? E quando esta ansiedade surge em situações que nem nós mesmos conseguimos justificar?


Na verdade, a ansiedade é uma emoção natural, faz parte de qualquer ser humano e todos nós ao longo da nossa vida vamos passar por momentos de preocupação e inquietação. Esta é uma reacção normal do nosso cérebro que nos prepara e protege no sentido de evitarmos situações perigosas e por isso pode ser útil quando de facto estamos numa situação de perigo. É normal que possamos sentir alguma ansiedade em relação a um teste, uma entrevista de emprego, etc. sem que deixemos que essa ansiedade se torne uma fonte de sofrimento ou que seja constante. Mas infelizmente há situações em que esta constante preocupação passa a ser sentida de forma contínua, mesmo em situações do quotidiano, mesmo em momentos em que não há um motivo aparente e passa a dominar a pessoa, altera a sua vida, as suas rotinas, a forma como se relaciona com os outros e torna-se um peso demasiado grande.

Nestes casos vemos muitos jovens a sofrerem e a travarem uma luta constante contra algo que não conseguem ver mas que os pode paralisar. O que é importante é que entendas que quer tu te encontres nesta situação, quer alguém junto a ti esteja a passar por isso, há como ultrapassar, há como gerir e mesmo que não seja algo constante, todos nós devemos saber como gerir estes momentos.

Provavelmente já ouviste aquelas frases: “não podes estar ansioso porque és jovem e não tens preocupações”; “tens uma boa vida, não tens com que te preocupar”, “isso é porque tens falta de fé, porque andas a fazer algo errado" e é a pior coisa que podemos ouvir naquele momento porque não nos ajuda e porque sabemos que em alguns momentos parece demasiado difícil de controlar e é real.

De facto, as causas para que a ansiedade se torne uma situação patológica, demasiado devastadora na vida de alguém são várias e incluem a componente educacional, o meio em que nos inserimos, possíveis experiências traumáticas anteriores e alterações químicas a nível cerebral que nos tornam hiper–reativos mesmo em situações em que não há razão lógica aparente para nos preocuparmos, mas o nosso corpo e a nossa mente levam-nos a acreditar que sim e fazem com que sempre pensemos nos piores cenários. 

A psicologia classifica a ansiedade em vários tipos de transtorno de acordo com o que ela provoca em cada pessoa e incluem o transtorno da ansiedade generalizada, transtorno de pânico, transtorno de ansiedade social, fobias específicas, transtorno obsessivo compulsivo. E é importante que saibamos isto, não só porque pode ser um problema que enfrentes mas porque podes também ajudar alguém. É sim um problema contra o qual podemos lutar porque ao contrário do que possamos ouvir, a ansiedade NÃO é sinal de fraqueza, não é motivo para te culpabilizares nem para guardares para que ninguém saiba. A ansiedade constante não tem de fazer parte da nossa vida e Deus ensina-nos como a podemos vencer e não deixar que nos domine.

Como podes lutar contra a ansiedade??

Não é possível que vivamos totalmente livres de qualquer preocupação porque sabemos que vai acontecer,  sabemos que o diabo é o que vai trazer em algumas situações preocupações à nossa mente, MAS temos todas as armas para lutar contra isso. 

1 - FALA COM DEUS. Aproximarmo-nos de Deus, mantermos a nossa relação com Ele forte acima de tudo, fortalecermos a nossa fé é a melhor forma que temos de afastar todo o medo e toda a ansiedade. A intenção do diabo é roubar a paz que Deus te dá e levar-te a fracassar. Se entregarmos a Deus o cuidado pela nossa vida e acreditarmos no seu amor então saberemos que podemos descansar. “Confiem-lhe todos os vossos problemas, porque ele se preocupa convosco” (I Pedro 5:7)


2 - USA A RAZÃO “E continuou a falar aos discípulos: «É por isso que eu vos digo: não andem ansiosos com o que hão de comer, nem com a roupa de que precisam para vestir. A vida é mais do que a comida e o corpo é mais do que a roupa. Reparem nos corvos: nem semeiam, nem colhem, nem têm despensas, nem celeiros, mas Deus dá-lhes de comer.” (Lucas 12:22-24)


Jesus fala aos discípulos que não andem preocupados e ele convida-os a reflectir, a usar a razão, a olharem para o caso das aves e mesmo para as flores. Um dos métodos que podemos usar e que podem ajudar a controlar os momentos de maior ansiedade é pensar, sermos mais racionais do que emocionais. Quando estamos em ansiedade a nossa mente fica dominada pela emoção e os nossos pensamentos são levados pelo medo que sentimos. Por isso vemos as coisas por uma perspectiva que só faz a ansiedade aumentar. Mas quando começamos a pensar deixamos de ter a nossa mente controlada pelos sentimentos e podemos entrega-la a Deus, à nossa Fé. Se eu me preocupar vou conseguir ter controlo sobre todas as situações? Não. O controlo é de Deus. Se eu me preocupar vou poder saber o que vai acontecer e alterar todas as coisas que me podem magoar? Não. É Deus o único que conhece o futuro e que te acompanha em todos os momentos.


3 - AMPLIA A TUA VISÃO. Tal como Jesus manda olhar para as aves, tira os olhos dessa situação que te está a causar ansiedade, que te está a preocupar e olha para a bondade e misericórdia de Deus, olha para todos os momentos em que Deus está do teu lado e lembra-te que Ele sempre faz em ti a Sua boa, agradável e perfeita vontade (Romanos 12:22) Não sofras por algo que não é ainda realidade e pode nunca vir a ser mas fixa o teu olhar na tua fé de que tudo está no controle do Pai que te ama.

NÃO É NA TUA FORÇA QUE CONTROLAS O FUTURO

 

“Quem é que, por mais que se preocupe, poderá prolongar um pouco o tempo da sua própria vida?” (Lucas 12:25)

4 - LEMBRA-TE QUE NÃO PODES CONTROLAR O FUTURO Nesses momentos lembra-te que não tens o controlo das circunstâncias. Vive para o propósito de Deus e menos para ti próprio ou aquilo que a tua mente anseia. Busca a Deus para que Ele te encaminhe e mostre esse propósito. Essa é a tua parte. Quanto mais vivemos para nós maior é a ansiedade e a incerteza e quanto mais vivemos para Deus maior é o descanso e a Paz.

Não é na tua força que controlas o teu futuro ou que atinges os teus projetos mas são os planos de Deus que prevalecem e são os planos de Deus que te vão fazer feliz. A tua responsabilidade é buscar a Deus e viver de acordo com o que te ensina e é Ele que te vai dar a vitória em todas as situações. (Jeremias 29:11)


5 - LEMBRA-TE QUE DEUS NÃO OPERA EM ANSIEDADE: Deus não pode agir enquanto nós queremos ter o controlo sobre algo que na verdade não temos. Por isso entregamos a Deus, descansamos e deixamos ser Deus a tratar de qualquer situação. É quando tens esta certeza, quando fortaleces a tua fé que vais conseguir lidar com estes momentos porque a fé e o amor de Deus não produzem impaciência nem medo mas dão-nos força para seguir em frente mesmo nos momentos menos bons.

Ele vai dar-te aquilo que precisas, mais do que desejaste!!

Deus não pode agir enquanto nós queremos ter o controlo sobre algo que na verdade não temos. Por isso entregamos a Deus, descansamos e deixamos ser Deus a tratar de qualquer situação. É quando tens esta certeza, quando fortaleces a tua fé que vais conseguir lidar com estes momentos porque a fé e o amor de Deus não produzem impaciência nem medo mas dão-nos força para seguir em frente mesmo nos momentos menos bons. 

6 - MEDITA NA PALAVRA. Cria uma lista de versículos que sabes que vão fortalecer a tua fé nestes momentos e quando sentires essa ansiedade, medida neles, confessa esses versículos, para que não seja o diabo a dominar a tua mente mas sim a Palavra de Deus (1 Pedro 5:7; Filipenses 4:6-7; Lucas 12; Mateus 6:30-34)


E lembra-te ainda de procurares conversar com pessoas que te possam ajudar também nesta luta, que verdadeiramente possam entender e ajudar-te também a buscar a Deus. Não sintas que tens de ultrapassar sozinho ou mesmo que não podes ter ajuda se necessário. No momento em que começamos a falar e partilhamos o problema ele vai tornar-se mais fácil de suportar e de vencer. 

No tempo certo, que é o de Deus, Ele vai dar-te aquilo que precisas, mais do que desejaste e vai cumprir todas as suas promessas. Não coloques os olhos naquilo que ainda não alcançaste, mas lembra-te que é caminhando com Deus que sempre vais lá chegar.

PODES VER OUTROS ESTUDOS AQUI

Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Partilhar...