Quando pensamos em viver num modo de vida cristão, quando pensamos que aquilo que queremos enquanto jovens é fazer a diferença num mundo onde cada vez mais os jovens são ensinados desde o berço a resolver os seus problemas e conflitos com brigas e retaliação.


Sabemos que temos sim de renunciar a muitas coisas e queremos ser um exemplo no falar e no agir, queremos levar o nosso exemplo e que vejam em nós o carácter de Jesus, que possamos evangelizar através das nossas atitudes.


Aquilo que queremos enquanto jovens Cristãos é saber agir perante todas as situações com que somos confrontados e uma das coisas que Deus nos ensina é a MANSIDÃO


Este é um dos frutos do Espírito, ou seja, quando somos guiados na nossa vida pelo Espírito e não pelo mundo, iremos dar frutos.

“O Espírito produz amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fé, mansidão e domínio próprio”. (Gálatas 5:22-23)


Muitas vezes confundimos o que são estes frutos e principalmente no que diz respeito à mansidão, com ser fraco, concordar com tudo, ser mole e não expor opiniões para que não se criem conflitos. Por vezes achamos que a mansidão e o domínio próprio são isso mesmo, manter o silêncio para evitar conflitos.

Será que é isto que Deus quer de ti, que é isto que o Espírito Santo produz em ti?

Quando se posicionarem contra o teu Deus e contra aquilo em que acreditas e mais valorizas na tua vida, será que mansidão é manter o silêncio ou não mostrar o teu ponto vista para que não te olhem de forma diferente ou para que não tenhas uma posição diferente?


Por vezes, em algumas situações, a nossa posição poderá ser não avançar numa argumentação ou discussão de forma a que possa terminar-se ou não iniciar algum tipo de conflitos. Mas aquilo que te digo é que, na verdade, o silêncio muitas vezes causa mais conflitos por omissão das verdades e opiniões do que por um posicionamento diferente.


Este pensamento de que a mansidão significa não ter voz, não ter uma posição e manter o silêncio tem levado muitos jovens que são fiéis a Deus e têm opinião bíblica a tornarem-se quase apáticos porque acham que isso é o que Deus ensina. Mas não é!


Isso é deixar de servir o propósito de Deus para ti que é mostrar e levar a verdade mesmo aos descrentes, mesmo aos que depois de conhecerem a verdade não a queiram receber e viver.


Mansidão não é mostrar que te envergonhas de Jesus e que por isso não falas dele sem ser na igreja, onde todos acreditam como tu. Isto significa que deves entrar em conflito ou discussão com todos os que não acreditam no mesmo que tu? Claro que não!!

=MANSIDÃO NÃO É NÃO TER VOZ=

 

A mansidão implica isso mesmo, não entrar em conflitos mas não através do silêncio. O segredo não é não falar mas sim saber o que falar e como falar e isso é uma aprendizagem que vais ganhando através das tuas experiências e vivências mas também através da tua comunhão com Deus e aquilo que Espírito Santo vai fazer em ti. 


Nada irá ser na tua força mas esta mansidão é dom de Deus. Se não andares no Espírito não é possível que faças a diferença e que vejas em ti estes frutos. É necessário que possamos ver o que é que a mansidão significa no nosso modo de viver, de agir perante os outros.


Originalmente, a palavra mansidão está relacionada com o domesticar de um animal selvagem e claro que isto pode chocar alguns jovens, não queremos ser comparados a animais. Sabemos que nenhum de nós enquanto jovem quer ser controlado, “domado”, estamos exactamente numa fase em que queremos a liberdade no agir, no falar, nas escolhas que fazemos. E não significa que isto seja errado. 


A questão é que tornar um animal mais manso não significa retirar a sua energia ou força, é sim tornar essa força que era inútil quando estava descontrolada, que era um perigo, em algo útil. É canalizar essa força para uma determinada finalidade, para algo de bom. 


Tal como o animal é ensinado a usar a sua força em determinada actividade e não a deixar de a usar, também Deus não espera que nós silenciemos aquilo em que acreditamos ou o que escondamos o fogo de Deus que está em nós mas sim que o usemos da melhor forma e com sabedoria e isso é mansidão, é domínio próprio.


Ser manso não é não ter força mas sim tê-la sob controlo, não deixar de a usar, mas usar de forma controlada e sem provocar estragos, ser usada com o propósito certo.

Os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz” (Salmos 37:11)

Quando sabes andar em mansidão toda a tua energia e o teu potencial serão usados, não para o mal, não para provocar conflitos, descontrolar situações, lançar farpas a todos em redor, mas pelo contrário, iremos usar essa força de Deus para o bem e para que possa chegar a todos de forma suave e não como um furacão.


A Bíblia diz em Provérbios 16:32 “Uma pessoa paciente vale mais do que alguém muito corajoso; é melhor saber dominar-se do que conquistar uma cidade”

Aquele que é grande, o que é forte não é aquele que sabe sempre dominar os outros, que reage com conflitos e com grande argumentação, mas aquele que sabe expor a sua forma de pensar, que sabe expor aquilo em que acredita mas controlando-se a si  próprio, dominando o EU  e não o OUTRO!



Dominar o teu EU não é fingir que concordas ou acreditas no mesmo que todos os outros e muito menos deixares que isso te influencie. Não é achar que se ninguém souber no que acreditas estás a evitar conflitos e ser manso. Podes sim falar de Deus mesmo que mais ninguém acredite, podes sim ter uma opinião diferente seja em relação a que assunto for, mesmo que sejas o único, podes sim defender o teu Pai se alguém O ofende, podes com amor demonstrar aos outros aquilo em que acreditas e a forma como vives, podes e deves ser diferente nessas situações.


Acima de tudo, pede a Deus sabedoria para que tenhas essa mansidão, que saibas ter domínio próprio e possas cumprir o propósito, a missão que Deus tem para ti que é mesmo a de fazer a diferença, ser uma influência e levar a todos a verdade.

O Espírito Santo veio para estabelecer em nós o carácter de Cristo, para que sejamos diferentes do resto do mundo. Na verdade, o homem mais forte que passou por esta Terra disse: “Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas” (Mateus 11:29)



O que anda em mansidão não deixa que a alma comande as suas reacções porque é espiritualmente forte, não olha a sentimentos mas vê o que Deus vê e não o que o mundo vê. Mansidão é força sob controlo, não representa falta de carácter, de firmeza nas decisões nem falta de ânimo. É sim uma postura dócil de completa submissão aos ensinamentos de Jesus.

E lembra-te, há uma promessa para os que andarem em mansidão, que é de alcançarmos

a vitória que Deus tem para nós: “Os mansos herdarão a terra e se deleitarão na abundância de paz” (Salmos 37:11)

PODES VER OUTROS ESTUDOS AQUI

Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Partilhar...